O acaso, o cotidiano. Não sou fotógrafo por profissão, sou sujeito que vê e quer guardar o visto. Detalhes do cotidiano, cenas que passam, detalhes dos cantos. Nada de fotos encenadas, prazer estético pelo acontecimento e desejo de compartilhar.