Home

Diego Esteves (Porto Alegre, 1983), é artista da cena, professor, diretor e gestor cultural. Educador Físico, graduado pela Universidade de Santa Cruz do Sul  – UNISC, Licenciatura Plena. Mestrando em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, na Faculdade de Educação, linha de pesquisa Filosofias da Diferença e Educação. Fundador do NECITRA – Núcleo de Estudos e Experimentações com Circo e Transversalidades, fundador e diretor da Canto – Cultura e Arte.

Pela Canto administra e produz o Guia improvável (Prêmio Rumos Itaú 2012, Prêmio Funarte Klauss Vianna 2012, Circulação RS/LIC patrocínio O Boticário 2014 e Prêmio Funarte Klauss Vianna 2015 para circulação nacional) e as montagens do NECITRA, onde criou, dirigiu e atuou nos espetáculos: Gestos e Restos (2010 -Prêmio Carequinha Funarte 2009), Coisarada (2010), Tubo de Ensaio 1ª e 2ª ed. (2011-2012), O Inventor de Usamentos (2012), e a cena com teatro de objetos Era uma vez: Ana…, 1º Lugar no Festival de Esquetes de Humor da Casa de Cultura Mario Quintana. Também criou e dirige o espetáculo Mistureba (2013 -Prêmio Carequinha Funarte 2012) e o projeto Desdobramento, com pesquisas permanentes dos artistas do núcleo e 14 edições apresentadas em teatros e espaços alternativos de 2013 à 2015. Coordena a ocupação Canto 400, sala 400 da Usina do Gasômetro dentro do projeto Usina das Artes. Em 2015 estreou o trabalho Jogos de Transportar, pelo NECITRA. É um dos coordenadores do núcleo editorial da Canto.

Ocupou o cargo de Coordenador de Dança do Estado do Rio Grande do Sul, junto ao IEACen – Instituto Estadual de Artes Cênicas, Secretaria de Cultura do Estado (2012 a 2014). Foi coordenador do Colegiado Setorial de Circo do RS na gestão 2012-2013 e delegado na gestão 2014-2015. Foi conselheiro da Associação Gaúcha de Dança – ASGADAN (2011), foi delegado do Colegiado Setorial de Dança do RS e coordenador adjunto na gestão 2014-2015.

Tem ministrado o curso de arte circense, com foco em dança aérea em Porto Alegre desde 2007, no Circo Girassol (2007 à 2009), Centro MEME (2009 à 2011),  Centro Cultural Usina do Gasômetro (janeiro, fevereiro e julho de 2012) e atualmente na Casa Cultural Tony Petzhold. Entre outros, ministrou também a oficina Malabarismo: encontro entre corpos na Casa de Cultura Mario Quintana (outubro a dezembro de 2011) e dois cursos no Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física – ENAPEF: As Técnicas Circenses e a Educação Física e o O Circo, a dança e o teatro e suas relações com a Educação Física (2012 e 2013).

Ainda com Canto – Cultura e Arte, produziu o vídeo O que se passa na sua cabeça? onde assina roteiro, direção e atuação, vencedor do Prêmio Açorianos de Dança 2012, na categoria Novas Mídias. Dirigiu e editou a videodança Portabilidade, indicada ao Açorianos 2013 na categoria Novas Mídias. Produziu também o I Fórum Nacional de Dança Infância e Juventude (Porto Alegre, abril de 2014). Coordenou a realização do 1º e 2º Encontro Estadual de Dança (2013 e 2014), através do IEACen, participou da realização do Outras Danças (2012), uma parceria entre FUNARTE/MINC e Sec. da Cultura do RS e da realização do 3º Encontro Estadual de Dança, em 2015.

Iniciou suas atividades como professor de Taekwondo (1999 à 2006). Também foi professor de Ginástica OIímpica (2003 à 2006), musculação e ginástica localizada (2003 a 2004), além de realizar pesquisas na área de biomecânica (2003 à 2006) e atividades lúdicas (2002 à 2003). Como artista da cena, iniciou suas atividades em Santa Cruz do Sul, onde participou do Corpo de Dança da UNISC. Nesta universidade graduou-se em Licenciatura Plena em Educação Física (2006-2). Já em Porto Alegre, ingressou no Circo Teatro Girassol e participou dos espetáculos Pão e Circo, Circo Eletrônico, Mundo da Lua e Misto Quente (2007 a 2009), foi professor das oficinas permanentes e professor-coordenador da escola de circo. Participou do Grupo MEME – Porto Alegre (2008 e 2009), onde integrou o elenco da performance Acessos, e do Grupo Experimental de Dança de Porto Alegre (2010 e 2011), participando do espetáculo Pulp Dance e Faz de conta que. Fez reciclagem na Escola Nacional de Circo. Participou de diversos festivais e cursos de artes cênicas. Participou de seminários e outras atividades da linha de pesquisa Filosofia da Diferença e Educação, na UFRGS (2007 a 2010).

DRT nº 8991, e registro no CREF nº 017256 – G/RS.

Deixe uma resposta